Sábado, 25 de Junho de 2022
19°

Alguma nebulosidade

Campo Grande - MS

Política POLITICA

Após 30 anos, MS tem novo hospital regional de alta e média complexidades

Com 20 especialidades, nova unidade será custeada pelo governo com atendimento exclusivo do SUS

23/06/2022 às 11h45
Por: Campo Grande Fonte: ASSECOM
Compartilhe:
DIVILGACÃO
DIVILGACÃO

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) inaugurou hoje (23) o Hospital Regional da Costa Leste Magid Thomé, em Três Lagoas, a 327 km de Campo Grande. Segundo ele, a entrega é um marco para o Estado.

“O último hospital desse porte entregue no Estado foi o Hospital Regional Rosa Pedrossian e fazem 30 anos. Ele está todo equipado e terá mais de 20 especialidades. Hoje está com cerca de 120 leitos e a partir de setembro terá mais 70 leitos, que vão chegar a quase 200 nesta costa leste”, afirmou o governador.

A meta é estar em pleno funcionamento a partir de 1º de agosto. “Ele foi bancado por recursos estaduais e vai desafogar essa região. Fará a diferença na vida das pessoas. Vai atender apenas o SUS (Sistema Único de Saúde) e faz parte da regionalização da saúde. É um ganho coletivo para a sociedade. Desafoga a média e alta complexidade de Mato Grosso do Sul.”

Reinaldo assumiu governo em 2015 e o Estado tinha 4.178 leitos gerais, entre clínicos e UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Neste ano, quando entrega a administração estadual, serão 4.987 leitos funcionando pelo SUS para a população.

Governador afirmou que está feliz por fazer parte deste momento na cidade. “É um dia muito especial. Uma grande obra que vai diminuir o sofrimento das pessoas”. A obra custou mais de R$ 67 e recebeu R$ 36,6 milhões em equipamentos.

A unidade será referência no atendimento em saúde para 289,5 mil habitantes de 10 cidades da costa leste de Mato Grosso do Sul. São elas: Água Clara, Aparecida do Taboado, Bataguassu, Brasilândia, Cassilândia, Inocência, Paranaíba, Santa Rita do Pardo e Selvíria e Três Lagoas. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários